domingo, 30 de novembro de 2014

A discografia do meu ano




Sento-me à lareira, no escuro da minha sala e ouço o álbum dos Lumineers, e lembro-me de tudo: do que já passou, do que se está a passar, do que se vai passando, do que passou e nem dei conta, do que passa e desejava que não passasse e do que irá passar.










E mudo de álbum e ao som do Vance Joy recordo os bons momentos, as brincadeiras, o verão, os beijos, as tardadas, a cadeia, as novas experiências e enquanto desafino o refrão de "Riptide" lembro-me do quanto ri, do quanto sorri, daquela que foi "a mais parecida à Michelle Pfeiffer que alguma vez vi", dos meus amigos e conhecidos, daqueles com quem fui feliz e do quão feliz fui... e troco de álbum...








...Bon Iver - For Emma Forever Ago - e aí aparecem as coisas tristes, as desilusões, as mentiras, os corações partidos, os momentos de solidão, a mágoa, a saudade e as causas perdidas e aí apercebo-me de uma coisa...












... o álbum do Vance Joy é maior que o dos Bon Iver...


0 comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.

About me

Se, por algum lapso de consciência decidires ler mais alguma coisa que se siga a esta apresentação ficas já avisado que, das duas uma, ou vais deprimir ou vais dizer-me assim "fogo, és um triste", se pensares isso eu respondo-te, "não, eu sou feliz, tenho um pai e uma mãe que trabalham e uma irmã que é uma chata do caraças, tenho uma casa e comida na mesa todos os dias, por isso supostamente não tenho motivos para me queixar." Mas eu sempre fui do contra e dado a minha idade e teimosia arranjo sempre motivos para me queixar.