sexta-feira, 10 de abril de 2015

Não precisa de fazer sentido para o ser

Ah pois, nem sei.
Sinto-me bem. Como não sentia à tanto tempo.
Sinto que algo faz sentido, não a minha vida porque essa nunca há de fazer sentido, mas um rumo.
Imaginem. Finalmente descobri o que quero fazer com a minha vida, tenho planos e sonhos como não Me aparecia à tanto tempo.

Só sei q andei no vendaval e achei abrigo.
E perguntam onde?

Vejam no sitio menos provável.
Em quem vos rodeia,

Quem me ama, naqueles que estão comigo todos os dias e em quem conhece cada
Um dos meus pormenores, cada defeito e cada qualidade, cada segredo e cada partilha,
Aqueles com quem partilho tudo, aqueles que agarram em mim e me colocam num rumo, até pode Não ser o certo mas conseguem reconhecer, por mais que neguem. Que quando se navega sem 
Destino nenhum vento é favorável.
Olhem, sinto-me tão lamechas e tão nhonho como nunca senti, sinto que SEI pela primeira vez.

Es tu, quem me faz rir pela manhã, que me faz feliz.
Sou eu, quando me olho ao espelho e gosto do que vejo
Todos os que estão comigo.
Ou àqueles que não estão.
Um enorme obrigado

Agradeço por me fazerem quem sou
Por me terem deixado fazer parte das vossas vidas,
Ainda que por vezes não seja o melhor.
Intencionalmente ou não vocês fazem quem eu sou. Enquanto uns vão fazendo
Xeque-mate, eu vou jogando.
Ou vou aprendendo a jogar melhor.
Nem sei se sei jogar.
Ainda que tenha feito uns jogos.
Dizem que quem espera sempre alcança.
O povo nunca esteve tão certo


Bem haja, a todos aqueles que estao comigo e fazem o melhor que podem.
Incentivam- me tanto.
Agradeço-vos ainda mais.







0 comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.

About me

Se, por algum lapso de consciência decidires ler mais alguma coisa que se siga a esta apresentação ficas já avisado que, das duas uma, ou vais deprimir ou vais dizer-me assim "fogo, és um triste", se pensares isso eu respondo-te, "não, eu sou feliz, tenho um pai e uma mãe que trabalham e uma irmã que é uma chata do caraças, tenho uma casa e comida na mesa todos os dias, por isso supostamente não tenho motivos para me queixar." Mas eu sempre fui do contra e dado a minha idade e teimosia arranjo sempre motivos para me queixar.