sexta-feira, 8 de maio de 2015

Toque de Midas

Apanhaste-me de surpresa, e eu quis.
Essa tua mania de me surpreenderes é das coisas que mais me surpreende.
Surpreende-me todos os dias como quiseres, seja com uma música, com um beijo, com um milímetro do teu corpo que nunca mostraste a ninguém.
Dá-me tudo, tudo o que queiras dar, que eu vou receber com prazer.
E nesse misto de emoções, voltei a amar me e a amar te.
Cansa te de mim se quiseres, mas eu não vou a lado nenhum. Eu não sou o vento que passa, ou o estranho que passa de cigarro na boca e vira no cruzamento, sou aquele que está contigo ate o meu corpo não me aguentar. Aquele que vê nesses olhos castanhos, a linha da costa ou a Gare du Nord e um futuro em tons de sépia.
Eu sou um tipo frágil e tu és o brilho nos meus olhos. Eu nao te peço promessas, e não tens que me chamar teu, mas porra eu chamo te minha. E eu nao me canso de ti.
Acredita em mim quando digo que gracas a ti a solidao ja e só apenas uma palavra. E com o teu toque de Midas me transformaste, não em ouro, mas em algo bem mais valioso. Eu não sou magnifico, e sou apenas uma pequena parte do holoceno, mas sou a tua parte, e haverá algo mais valioso que a entrega?
Há algo de doce no ar quando estás. E algo de inexplicavelmente hipnotizante no teu perfume. E algo de assustadoramente imponente na tua imagem, que me deixa desejando a tua figura 24/7, seja segunda ou quinta feira, esteja Orion ou Escorpião no céu.

Vieste e amaste me numa altura em que eu nao conseguia amar me a mim próprio. E assim te amo.

E vamos ter tudo, e temo mo nos a nós, e bem vistas as coisas, isso chega nos.




0 comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.

About me

Se, por algum lapso de consciência decidires ler mais alguma coisa que se siga a esta apresentação ficas já avisado que, das duas uma, ou vais deprimir ou vais dizer-me assim "fogo, és um triste", se pensares isso eu respondo-te, "não, eu sou feliz, tenho um pai e uma mãe que trabalham e uma irmã que é uma chata do caraças, tenho uma casa e comida na mesa todos os dias, por isso supostamente não tenho motivos para me queixar." Mas eu sempre fui do contra e dado a minha idade e teimosia arranjo sempre motivos para me queixar.