segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Qual o sabor das nuvens?

A que achas que sabem as nuvens? Eu acho que sabem a ti. Tenho que ser sincero, nunca provei uma. Mas tenho a certeza que algo tão bonito como as nuvens só podem saber a algo igualmente bonito... oh André lá estás tu com esse teu lado cortês... ninguém gosta de um lamechas no seculo XXI. Talvez no tempo dos romanticos em que se morria de vergonha literalmente (ehm ehm... tuberculose... ehm ehm...).
Uma vez informaram me que as nuvens sabiam a algodão doce, o tal informador tinha 4 anos mas todos sabemos que quem vê melhor o mundo são as crianças.
Eu cá na minha mistura de criança com 1,80m e romântico digo que as nuvens sabem a algodão doce que, por sua vez, sabe a ti. E agora?! Nunca pensaste tu ser tão doce!
Isto é assim, acho que depois de tanto especular mereço provar. Deixas?
Eu cá nao sei se quero que me beijes nao vá eu apanhar diabetes. Va acho q só um cheirinho nao faz mal, é por propósitos cientificos, e um bocadinho pessoais, quem diz que a ciência do beijo não é divertida?
Assim acho que me vou formar nessa ciência, desde que sejas tu minha professora, pode ser?
Vá agora chega te aqui que tenho falta de açucar no sangue.

0 comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.

About me

Se, por algum lapso de consciência decidires ler mais alguma coisa que se siga a esta apresentação ficas já avisado que, das duas uma, ou vais deprimir ou vais dizer-me assim "fogo, és um triste", se pensares isso eu respondo-te, "não, eu sou feliz, tenho um pai e uma mãe que trabalham e uma irmã que é uma chata do caraças, tenho uma casa e comida na mesa todos os dias, por isso supostamente não tenho motivos para me queixar." Mas eu sempre fui do contra e dado a minha idade e teimosia arranjo sempre motivos para me queixar.